Atualidades

Os maiores problemas de se fazer negócios no Brasil

O nível dos impostos é a maior dificuldade para fazer negócios no Brasil, de acordo com uma pesquisa recente do Fórum Econômico Mundial. Em seguida, vem regulações restritivas de trabalho, corrupção e oferta inadequada de infraestrutura.

Os resultados são de um questionário com 197 executivos locais, entre março e maio deste ano, como parte do relatório de competitividade do Fórum. De uma lista de fatores, os respondentes tinham que escolher os 5 mais problemáticos e colocar em ordem entre 1 e 5. A nota final corresponde às respostas mais comuns pesadas em proporção com a ordem dada.

O mesmo processo foi feito em outros 139 países e serviu como base para algumas variáveis analisadas pelo relatório. O clima negativo contribuiu para que o Brasil tivesse a maior queda do mundo no ranking: 18 posições para o 75º lugar, seu pior resultado histórico.

Fatores

De uma forma geral, os problemas brasileiros de impostos, corrupção e infraestrutura são compartilhados pelo conjunto de economias emergentes.

Veja o top 5 de preocupações nos países emergentes em dois momentos — 2007 e 2015:

2007 2015
1 Burocracia do governo Acesso a financiamento
2 Corrupção Corrupção
3 Acesso a financiamento Burocracia do governo
4 Oferta inadequada de infraestrutura Nível de impostos
5 Instabilidade de políticas Oferta inadequada de infraestrutura

O acesso a financiamento, principal preocupação dos emergentes e apenas 8º na lista brasileira, despontou como problema sério nas economias avançadas nos últimos anos, resultado da crise financeira global.

Veja o top 5 de preocupações nos países avançados em 2007 e 2015:

2007 2015
1 Burocracia do governo Burocracia do governo
2 Regulações restritivas de trabalho Níveis de impostos
3 Níveis de impostos Regulações restritivas de trabalho
4 Complexidade dos impostos Acesso a financiamento
5 Força de trabalho com educação inadequada Complexidade dos impostos

A seguir, confira os 16 fatores para fazer negócios no Brasil atualmente, na ordem e com a nota de cada um:

  1. Nível de impostos (15,4)
  2. Regulações restritivas de trabalho (13,5)
  3. Corrupção (12,2)
  4. Oferta inadequada de infraestrutura (12,2)
  5. Burocracia ineficiente do governo (11,5)
  6. Complexidade das regulações de impostos (9,5)
  7. Força de trabalho com educação inadequada (6,9)
  8. Acesso a financiamento (6)
  9. Instabilidade de políticas (4,9)
  10. Inflação (2,5)
  11. Capacidade insuficiente de inovar (2)
  12. Ética de trabalho fraca na força de trabalho (1,2)
  13. Instabilidade de governo/golpes (0,9)
  14. Saúde pública fraca (0,7)
  15. Crime e roubo (0,4)
  16. Regulações de moeda estrangeira (0,2)

Sobre o autor

Empreendedor Magnético

Deixe um comentário