Gestão de Pessoas Produtividade

Dicas para gestão de pessoas em home office

Como ser tornar um bom gestor, saber medir resultados sem se tornar um chefe controlador com os profissionais que trabalham remotamente, seja como home office ou no espaço físico de um cliente?

Para responder à essa questão, confira 5 dicas que ajudarão a trabalhar essa situação.

1. Videoconferência

Adote a videoconferência como uma aliada, principalmente se a sua empresa não tem nenhum software que permita saber o ‘status’ do seu colaborador. Ter um processo recorrente que permita que você tenha um contato visual com o profissional e consiga perceber se ele realmente está bem ou não é imprescindível.

2. Monitorar o bem estar do funcionário

Primeiramente, é necessário que você crie um processo de gerenciamento de acordo com a empresa que você trabalha e com o perfil dos seus colaboradores. Uma boa opção é ter um ‘apontador diário de felicidade’, no qual você pergunta diariamente para o seu time se eles estão bem ou qual o nível do seu bem-estar — Você pode usar softwares de comunicação para fazer esse apontamento.

3. Manual de boas práticas

Criar um manual de boas práticas é ideal para orientar o controlador que trabalha remotamente. O documento pode conter dicas sobre cuidados com a aparência e administração do tempo, por exemplo. Mesmo trabalhando fora da empresa, o profissional deve estar atento a esses pequenos detalhes, uma vez que ele pode ser convidado a participar de uma videoconferência com cliente ou gestor de última hora.

4. Check points

Se você não está ‘cara-a-cara’ com o seu colaborador e ele tem uma demanda muito grande para te entregar em um mês, por exemplo, crie um processo que permita que ele saiba se o projeto está andando no tempo previsto ou se vai ter um atraso. Se você deixar para conferir o andamento da atividade no final, poderá ter uma surpresa negativa — Para evitar atrasos, tenha pontos de checagem periódicos antes da entrega final.

5. Relação de confiança

Mais importante que as horas trabalhadas é o fato do colaborador entregar todas as atividades dentro do prazo acordado, mesmo trabalhando remotamente. Como o profissional tem uma rotina mais ‘livre’ e o gestor precisa monitorar apenas as entregas, é preciso estabelecer uma relação de confiança.

No início, essas checagens devem ser feitas com um espaço maior de tempo, porém com uma relação de confiança estruturada, os intervalos irão diminuir naturalmente. A confiança precisa estar atrelada ao nível de maturidade do funcionário na entrega das tarefas, mesmo trabalhando a distância.

Mas, lembre-se: seu colaborador é humano. Portanto, procure conversar especialmente com aquele que nunca sinaliza problemas, e não esqueça de manter processos recorrentes que permitam estar sempre em contato com a sua equipe.

Sobre o autor

Empreendedor Magnético

Deixe um comentário