Atualidades Empreendedorismo

Como Abrir Uma Empresa? – O Guia Completo

Atire a primeira pedra quem nunca pensou em ter seu próprio negócio e saber que, a cada dia novo de trabalho, você esta batalhando por algo seu! Pois é, mas a abertura de uma empresa é provavelmente uma das maiores decisões que uma pessoa pode tomar em sua vida, afinal, essa empresa poderá fazer parte de toda a sua vida!

E justamente para quem está pensando em começar a própria empresa, ou, já está se planejando para isso que preparamos esse guia.

1. Ideia de Negócio Certa

Ao conversar poucos minutos com um empreendedor mais experiente, você poderá observar que um grande mito sobre empreendedores de sucesso é que eles tiveram uma grande ideia e pronto, tudo fluiu e ficaram ricos e famosos. E não é assim. Antes da ideia surgir, é importante estar preparado; depois da ideia, ainda existe MUITO trabalho pela frente.

Como abrir uma empresa, o guia definitivo de como abrir uma empresaPor isso, é importante você ponderar MUITO sobre o rumo certo que tomará, para isso, faça-se essas perguntas:

  • O que eu sei fazer e amo fazer?
  • O que eu faria, dentre essa lista, até mesmo de graça por ser apaixonado em fazer?
  • Você consegue pensar em outras 2 pessoas, pelo menos, que compartilham de sua paixão?
  • Você consegue imaginar formas de lucrar com essas habilidades?
  • A maioria das pessoas que você conhece respeita a sua ideia e a acha viável?
  • Você consegue começar sem grandes competidores te notarem por um tempo?

Pronto, com essas perguntas em mente e suas respectivas respostas você poderá avaliar se a sua ideia é realmente viável ou apenas um sonho.

2. Encontre o Sócio Certo

Começar uma empresa por conta própria é difícil. E é muito pior quando não se dispõe de muito dinheiro. Por isso, encontre um bom sócio que compartilhe de sua paixão pelo produto ou serviço — mas não necessariamente uma pessoa que seja igualzinha a você. Pelo contrário, aqui o exercício do contraditório é excelente de ser realizado. Busque uma (ou mais de uma) pessoa que busque o mesmo que você mas que não pense exatamente igual. Assim, você terá um ponto de vista diferente do seu que lhe acrescentará muito em qualidade.

Porém, não exagere no contraditório também. Não adianta você ter como sócio uma pessoa que pense radicalmente igual a você ou com a qual você tenha dificuldades de relacionamento. Aqui, como em um casamento, é necessário ponderação e bom senso! Portanto, cuidado!

3. Sair do Seu Emprego

Acredite, apesar do que muitos falam, vai chegar um momento em que sim, você precisará sair do emprego para se dedicar de “corpo e alma” a sua empresa. Porém, você não precisa fazer isso imediatamente. Vá trabalhando e planejando a sua empresa e, claro, guardando o dinheiro necessário para que você invista em seu negócio.

Não se esqueça, o começo de nenhuma empresa é um mar de rosas e você deve ter um excelente planejamento para que tudo dê certo e você possa passar por essa fase com segurança. Por isso, mantenha-se no seu emprego até o ponto necessário. Ao fazer isso, você também se comprometerá com a ética com o seu empregador atual, evitando uma saída brusca e dando a empresa tempo de também organizar essa transição de sua saída contratando e treinando outra pessoa para o seu lugar.

4. Formalize Sua Empresa

formalize sua empresa com o guia definitivo de como abrir uma empresaCuidar do jurídico de sua empresa é um dos passos mais importantes de sua empresa pois um pequeno deslize pode colocar tudo a perder. Por isso, conte com um bom advogado para elaborar o seu contrato social e definir bem as atribuições suas e de seus sócios.

Conte também com um bom contador para te auxiliar a registrar a empresa e obter os registros e alvarás necessários e, claro, para fazer o planejamento tributário de sua empresa. Ponto de vital importância para o seu negócio. Mais da metade dos negócios que vão a falência no Brasil, tenha certeza, aconteceram pela falta de planejamento tributário que levou a erros no planejamento de preços e custos e pronto, a bomba armou-se e explodiu.

Todo cuidado é pouco, portanto, atenção máxima!

5. Plano de Negócios

Começar um negócio, por menor que seja, sem um plano de negócios é o primeiro passo para o fracasso. Tenha sempre isso em mente! Defina no papel, no famoso “preto no branco”:

  • Qual será a estrutura física da sua empresa;
  • Vai precisar inicialmente de funcionários? Se sim, quantos e quais posições e qualificações?
  • Qual o valor do investimento que você irá precisar para tirar a empresa do papel?
  • E qual o valor que você precisará ter em caixa para pagar as contas básicas da empresa por, pelo menos, seis meses?
  • Quem será seu cliente?
  • Quais produtos/serviços você vai oferecer?
  • Quem são seus concorrentes?
  • Como você se diferencia deles?
  • Quais as formas que você divulgará seu negócio?

Viu? Você terá uma série de coisas a pensar e colocar no papel. Dessa forma, você poderá todo dia pegar esse plano, dar uma rápida lida e relembrar o porque você acorda cedo todos os dias para batalhar pela sua empresa!

6. O Dinheiro Para Começar

Você deve sentar e fazer uma análise simples: quanto cada um dos envolvidos no projeto precisa para sobreviver por mês? Lembre-se de colocar nessa conta todas despesas básicas, afinal, você não vai querer ficar esbanjando logo de início e perder o investimento em sua empresa. Além disso, leve em consideração:

  • Quanto custa o contador por mês?
  • E as tarifas bancárias?
  • Qual será o valor médio de gasto com energia elétrica?
  • E com internet/telefone?
  • E a hospedagem de seu site?

Por menor que o gasto possa parecer, você deve considerar!

Mesmo que você esteja desenvolvendo um produto que precise de muito investimento inicial, conseguir clientes reais é a melhor forma de começar. Acredite, é possível achar clientes que topam pagar antecipado por um produto que ainda não está pronto, desde que consiga um preço bem barato. Ou então ele simplesmente gosta de ter acesso a um produto antes de todo mundo.

Esse é o cara que você precisa achar. Começar sem dinheiro definitivamente não é fácil, mas é possível.

7. Conquiste Seus Primeiros Clientes

Por mais que você ame o seu produto/serviço, se você não achar o cliente correto para ele e demonstrar para esse cliente que você tem o melhor, ele vai “pouco se lixar” para você e sua empresa. Isso é um fato! Por isso, você deve começar com o clássico e básico questionamento: Quem é meu cliente? Acrescente ainda: Onde ele está e como posso chegar até ele?

Com essas duas primeiras perguntas respondidas você poderá reservar melhor o seu tempo para alcançar esse cliente e mostrar a sua solução para o problema que ele enfrenta, a sua solução para a dor dele!

primeiro cliente formalize sua empresa com o guia definitivo de como abrir uma empresaUm erro comum atrelado a essa busca é achar que seu público-alvo (seu cliente) é “todo mundo”. Isso é errado, e quase todo empresário iniciante acaba caindo nesse erro fatal! Você acha que todo mundo é o alvo da Casas Bahia? E do Submarino? E do Banco Santander? Pois é, cada uma dessas empresas tem um alvo específico, tem um consumidor tido como ideal. E é assim que você tem que pensar: meu produto/serviço é ideal para que tipo de público?

Com isso em mente você conseguirá saber melhor se deve anunciar no Google Adwords ou no Facebook Ads, por exemplo. Diversos empresários iniciantes gastam rios de dinheiro após a abertura da sua empresa com envio de mala-direta, publicidade no Facebook, Google Adwords, panfletagem e por aí vai. Claro que você, na prática, conseguirá uma boa quantidade de clientes iniciais atirando para todo o lado, mas fatalmente será de qualidade e quantidade inferior ao que você poderia conseguir investindo corretamente. E isso depende da correta resposta aos itens que mostramos a você!

E uma dica super importante que damos é: logo no começo, pesquise meios efetivos e baratos para chegar ao consumidor e reinvista os lucros em marketing – quanto mais, melhor. Vale a pena começar a fazer ações mesmo antes de o produto estar pronto.

8. Tenha os Parceiros Certos

Grande parte do sucesso de uma empresa, seja ela nova ou já consolidada é devido a qualidade e confiança que você tem em seus parceiros. Dedique uma boa parte do seu tempo em achar os parceiros corretos em todos os setores. Da abertura da empresa e contabilidade à uma sociedade é importante você ter total afinidade com a pessoa e, acima disso, garanta que ela possa suprir as faltas que você tem em conhecimento e habilidades.

Não peça conselhos a quem só vai reafirmar suas ideias, e sim a pessoas que o desafiem e façam com que você defenda melhor seus argumentos e decisões. Melhor ainda se for um profissional que atue na mesma área de sua futura empresa. O empreendedor pode até não gostar do que vai ouvir, mas deve levar essas ponderações a sério e continuar escutando os feedbacks.

9. Atenção Especial ao Seu Contador

Aqui está seu parceiro crucial, o parceiro no qual você não pode errar. Isso porque ele se tornará a ponte entre você e toda a legislação tributária e seus inúmeros tributos e cálculos. Você deve se dedicar a seu negócio e deixar que o contador faça o trabalho dele, por isso, você deve confiar nele plenamente. E para que essa confiança seja sempre real, você pode observar alguns pontos antes de selecionar seu contador:

  • Relatórios e Guias Online são essenciais para o seu negócio, afinal, você não prefere receber tudo direto em seu e-mail do que ter que se deslocar para a contabilidade todo mês para obter a guia dos impostos e demais documentos?
  • Ele atende online? É muito ultrapassado o conceito de alguns de que é preciso ficar o tempo todo cara a cara com o contador. É mais rápido e fácil para você e ele se ele tiver um sistema de atendimento online onde você possa encaminhar todos os pedidos e dúvidas que tiver;
  • Peça periodicamente a certidão de regularidade do escritório contábil. Com essa certidão emitida pelo CRC do seu contador você terá a garantia de que ele esta em dia com o Conselho e não sofreu nenhum tipo de punição, por exemplo;
  • Peça a Certidão Negativa de sua empresa também periodicamente, assim, você garantirá que ele esta cumprindo as exigências legais de sua empresa e sua empresa esta regular nos órgãos! Isso é de suma importância!

pense grande primeiro cliente formalize sua empresa com o guia definitivo de como abrir uma empresa10. Pense Grande

Pense grande, comece pequeno e cresça rápido. Essa é a fórmula para que seu negócio dê realmente certo e você possa, enfim, dizer que é um empreendedor realizado, um verdadeiro Empreendedor Magnético que atrai tudo o que tem de bom à sua volta!

Sobre o autor

Empreendedor Magnético

Deixe um comentário