Atualidades

Brasil dificulta recuperação da América Latina

A economia da América Latina deixou de piorar e esboça uma recuperação — Exceto o Brasil, de acordo com estudo realizado pelo banco Itaú.

O estudo mostra que a economia latino-americana sofrerá uma retração de 0,2% neste ano e crescerá 0,6% em 2016, mas se fossem excluídos os números do Brasil, o restante teria uma expansão de 1,5% em 2015, e de 1,7% no ano seguinte.

O Brasil é exceção, pois não se vê “nenhuma melhora”, de acordo com o estudo. Espera-se uma recessão de 3,2% neste ano e de 2,5% no próximo. De acordo com o Itaú, os dados de crescimento melhorarão em países como o Peru (2,8% em 2015 e 3,8% em 2016), México (2,2% e 2,8%), (Chile (2% e 2,5%) e Paraguai (3% e 4%).

O relatório também indica que a Argentina necessita fazer ajustes na taxa de câmbio dado que as reservas líquidas no país são inferiores a U$ 10 bilhões, também deve melhorar sua situação fiscal, controlar a inflação, que está em torno de 30% e fazer frente a um cenário externo adverso.

O Itaú calculou que o Brasil necessita fazer um ajuste, por meio de elevação de tributos ou do corte de gastos, equivalente a 3,5% do Produto Interno Bruto (PIB) para conseguir recuperar o equilíbrio na dívida pública.

Segundo especialistas, os planos de austeridade que o governo pretende impulsionar estão no rumo certo, mas não saem do papel pelas dificuldades para a sua aprovação no Congresso Nacional.

Sobre o autor

Empreendedor Magnético

Deixe um comentário